Arquivo mensal: outubro 2016

UOL perde a noção

Orientanda que fui da Simonetta, me chamou a atenção uma matéria no UOL: “A tragédia de um país resumida em uma foto”. Logo comecei a pensar no que a Susie Linfield fala sobre as fotografias terem de ser encaradas de frente (tem uma publicação minha sobre isso: aqui). Para a autora, algumas fotografias precisam se tornar públicas para que as pessoas tomem conhecimento das realidades horríveis escondidas. E, aí retiro uma parte do meu texto sobre The Cruel Radiance, devidamente orientado pela Simonetta (Persichetti):

 

“Linfield diz que as pessoas muitas vezes falam sobre o horror da guerra, e sobre a necessidade de construção de uma política de direitos humanos, em termos extremamente abstratos, mas esquecem que há a necessidade do engajamento e questionamento sobre o que a guerra realmente faz com as pessoas, o que é que a opressão política, o sofrimento e a derrota fazem. Fotografias, mais do que qualquer outra forma de arte ou qualquer jornalismo, oferecem uma conexão imediata, visceralmente emocional para o mundo.”

Mas o que eu não esperava na matéria do UOL era o total descuido ao final da matéria. Ao mesmo tempo que essa imagem choca:

 

Fonte: reuters

Fonte: reuters

 

O UOL coloca essa matéria patrocinada logo abaixo:

Fonte: UOL 31 out 16

Fonte: UOL 31 out 16

Numa total falta de bom senso, de leitura cuidadosa, de tato e de bom jornalismo, sim, o UOL coloca um link patrocinado sobre como perder peso. As imagens de guerra precisam ser encaradas de frente. E, o que está acontecendo com o nosso jornalismo TAMBÉM. Inadmissível. Se o fotógrafo da Reuters teve todo o cuidado ao fazer essa imagem, que pena que nossos colegas jornalistas brasileiros não tiveram o mesmo tato na hora de informar.

Tags , , , , , , ,

SALAMANCA REVISÕES

Eu sempre quis ser editora de jornal. Também sempre quis fazer doutorado. Hoje consigo aliar os dois grandes prazeres da minha vida: descobri que fazendo revisões ortográficas em trabalhos acadêmicos, para editoras e até bula de farmácia eu consigo “brincar” de ser editora. E, foi desse imenso prazer de ler, de revisar e corrigir que surgiu o Salamanca Revisões. Com alguns amigos que têm o mesmo prazer que eu, agora trabalhamos com revisões ortográficas e normatização de trabalhos.

Por que Salamanca???

FONTE: SUMMER MACKDEEZY

FONTE: SUMMER MACKDEEZY

Tags , , , , ,

4º Seminário Comunicação e Política na Sociedade do Espetáculo

A Faculdade Cásper Líbero convida a todos para a 4ª edição do Seminário Comunicação e Política na Sociedade do Espetáculo. Organizada pelo Grupo de Pesquisa Comunicação e Sociedade do Espetáculo, nesta edição o seminário apresentará pesquisas a respeito da política na sociedade do espetáculo e seus vínculos com a comunicação.

O foco principal do seminário, em 2016, é uma tentativa de compreensão do processo de espetacularização do ódio e de judicialização da política, que caracteriza a sociedade brasileira contemporânea, e de como a atuação das diferentes mídias contribui para este processo. Visando esta compreensão, serão analisados produtos midiáticos específicos, movimentos políticos, campanhas eleitorais, entre outros.

O evento contará com a presença, além de participantes vinculados à Cásper Líbero, de docentes e pesquisadores vinculados ao NEAMP – Núcleo de Estudos em Arte, Mídia e Política da PUC de São Paulo.

Mais informações AQUI

Tags , , , , , , , , , ,

Texto na Alterjor

Meu trabalho A queda: os últimos meses de Dilma Rousseff pelas páginas do jornal Folha de S. Paulo foi publicado na Revista Alterjor. Também tem texto da Mara Rovida, doutora e colega do grupo Comunicação e Política na Sociedade do Espetáculo.

 

Resumo: Este trabalho analisa a cobertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff de acordo com o jornal Folha de S. Paulo. Nossa análise teve início em 15 de abril de 2016, dia em que os deputados abriram uma sessão para verificar a admissibilidade do processo, até 31 de agosto de 2016, quando os senadores votaram pelo afastamento definitivo da então presidente. Analisamos a editoria Poder do jornal e nos apoiamos nas teorias de agendamento e enquadramento.

 

PALAVRAS-CHAVE: Comunicação. Dilma Rousseff. Impeachment. Mídia. Política.

Tags , , , , , ,