A Sociedade Midíocre

A Sociedade Midíocre – ed. Sulina

Eu adoro Guy Debord.  Adoro as observações dele sobre A Sociedade do Espetáculo. “O espetáculo não é um conjunto de imagens, mas uma relação social entre pessoas, mediatizada por imagens.” E, adoro as conversas do professor Juremir Machado da Silva sobre essa sociedade, sobre Guy Debord e: “O espetáculo era a representação do imaginário moderno. Algo designado para ser superado. O hiperespetáculo é um imaginário sem representação. Imagem nua. Deliciosamente obscena.”

Então, encomendei o livro A Sociedade Midíocre- passagem ao hiperespetacular (o fim do direito autoral do livro e da escrita). O professor se propõe a, de novo, faze rum diálogo com as ideias de Guy Debord. Juremir diz: “Não há nada complexo pra entender na internet sobre direito autoral, salvo que, podendo copiar sem controle, não se quer pagar.” É aguardar. O livro “comentários sobre a Sociedade do Espetáculo” foi um dos que mais gostei de ler. Espero que esse seja tão bom quanto. De sobra, ainda pedi Tecnologias do Imaginário (perdi o meu, que coisa!) e O que pesquisar quer dizer.

No mundo realmente invertido, o verdadeiro é um momento do falso. Guy Debord.

Tags , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *